Nama Baru e o grande encontro

Bem, pessoal, já viram que nós voltamos com o blog mesmo, não é? Então continuem entrando e comentando porque nós ficamos felizes!

Hoje vou falar sobre um lugar muito legal que fomos na semana passada e da companhia especialíssima que tivemos. O lugar é o Nama Baru, restaurante que serve comida asiática e muito saborosa ali na Pompeia. Recebi essa dica no ano passado da Julis, minha amiga há mais de dez anos e que, por incrível que pareça, nós ainda não nos conhecíamos pessoalmente. Dá para acreditar?

Eu e a Ju!

Nossa história daria um filme. Eu ainda morava no interiorrr quando a gente começou a conversar pela internet e foi com ela que eu conheci muita coisa sobre música, livros e filmes. Nosso gênio sempre foi muito parecido. As duas de pavio curto, humor ácido e um amor enorme por Londres, mesmo quando não havíamos conhecido. E, adivinhem, ela foi para lá primeiro e depois me deu as dicas de onde visitar. E não é que a gente também arranjou namoridos (marido, no caso dela) parecidos fisicamente e na personalidade? Acho que essas coisas já vêm escritas lá de cima antes de a gente descer pra cá. Já temos um roteiro pré-escrito e não tem distância ou tempo que possam atrapalhar.

Hiran e Rick!

Agora, falando mais sobre o Nama Baru, o que eu mais gostei logo de cara é que o cardápio tem as indicações de opções vegetarianas ou ainda a possibilidade de trocar as carnes por tofu. Mas não é só isso. O lugar é uma graça e foi concebido por um casal que morou durante um bom tempo em Londres (tem várias fotos da cidade distribuídas pelas paredes) e depois passou por diversos países da Ásia. O resultado são ingredientes inusitados (flores comestíveis e muito saborosas, por sinal), temperos muito bem combinados e uma comida muito, mas muito saborosa, inclusive para mim, que não como carne.

Hiran e eu já havíamos ido lá no ano passado. Só que não postamos aqui por conta da minha preguiça, mas foi muito melhor voltar agora com a companhia da Ju e do Rick!

De entrada, nós pedimos o mini rolinho de couve orgânica com shitake e alho poró (R$ 10,00 com 6 unidades), bem temperado e ensopadinho. Vem num cestinho lindo!

Rolinho de couve orgânica. Uma delícia!

O meu prato foi o Jamur Padi (R$ 29,00), que eu já tinha comido da outra vez e me apaixonei. É com arroz jasmim frito com juliene de vegetais, tofu, shimeji, shitake, broto de feijão, cebolinha, amendoim e molho de soja. Ainda vem com uma mini conchinha com castanhas picadinhas e uma pimentinha em pó. Salivou? Então se você come carne vai gostar das opções de baixo.

Jamur Padi - opção vegetariana

O prato do Hiran foi o porco com banana (R$ 29,00), que traz filé mignon suíno cortado em tirinhas e frito em óleo de milho com páprica, chutney de manga caseiro e banana nanica, cobertos com creme de leite e cebolinha. Ele gostou, mas preferiu o prato que comeu da outra vez, que era um arroz negro com lula. Não sei se isso ainda está no cardápio, mas ele disse que foi uma das melhores coisas que já comeu na vida!

Prato da chefia

A Ju pediu o Chow Mein (R$ 32,00), com massa de arroz frita na wok com shimeji, mix de pimentões, cebola, frango picado e manjericão tailandês. Para os amigos vegetarianos há a opção de substituir o frango por tofu por R$ 28,00.

Prato da Ju

O Rick pediu o Gen Han Lae (R$ 32,00), com barriga e pernil suíno, caldo de tamarindo, curry masman, gengibre fresco, amendoim e cebolinha agridoce. E ele também disse que estava divino!

Prato do Rick!

Se você já está com lombrigas agora, então prepare-se porque as sobremesas não ficam atrás. Ju, Hiran e eu pedimos o brulê de lichia (R$ 13,00), que é ma-ra-vi-lho-so. Tem pedaços da fruta por todo o doce e só de pensar já fico com vontade. O Rick pediu a torta gelada de caramelo e chocolate amargo com sorvete de canela (R$ 18,00). Como não somos bobos, demos uma colheirada na sobremesa dele e, meu Deus, quase pedi para mim também – a morta de fome.

Brulê de Lichia...quero agora! Como eu faço?

Torta de chocolate do Rick! Acho que vou pedir na próxima vez!

Para beber, você pode escolher entre sucos, refrigerantes, cervejas ou o chá gelado do dia. Da outra vez que fomos, tomamos um de abacaxi com capim cidreira. Muito saboroso e refrescante.

Saímos de lá rolando e com a certeza de que queremos voltar mais e mais vezes. E muito felizes por termos “conhecido” (entre aspas porque a gente já se conhecia) pessoas tão bacanas! E como agora já sabemos o caminho da roça, vamos nos ver nesse fds também! Faremos um piquenique no parque! =)

PS: meninas, a Ju tem um blog muito legal que vocês vão adorar! É o She Julis. Ela sempre dá dicas de moda, maquiagem, beleza, cremes, essas coisas que a gente nem gosta…heheheh!

 

E vocês? Gostam de comida asiática?

Bom carnaval a todos! E juízo!

Beijo!

Veri

 

Serviço:

Nama Baru

Av. Pompeia, 1227 – São Paulo – SP

Telefones: 2548-7749 ou 2548-9047

Funcionamento: terça à sexta – das 11h30 às 16h; sábado e domingo – das 12h às 16h

Anúncios

Um comentário sobre “Nama Baru e o grande encontro

  1. amiga nossa história dava um livro, não só pela nossa amizade e por tantas coisas em comum, mas mesmo que só agora nos conhecemos, não deixa de ter um monte de coisas pra contar, ficou ótimo o post com nossa história e essas comidinhas maravilhosas, amei

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s