Macarrão ao molho de tomate sweet grape

Oi gente, tudo bem?

 

Recentemente participei de um jantar super bacana na casa da chefe master – e chefe de trabalho mesmo, não de cozinha. Se bem que poderia ser também, viu! – , Paula Pedroso. Lá saboreamos um delicioso macarrão conchiglione ao molho de tomate sweet grape.

Segundo apurei, esta variedade de tomate é bem conhecida no Japão e recebe este nome por ser mais docinho. Ele também é bem menos ácido, o que resulta em um molho bem saboroso e sem a necessidade de adicionar açúcar durante o preparo. Para quem confunde com o tomate cereja, vale lembrar que o sweet grape possui formato ovalado.

 

Tomate sweet grape

Bem, passada a “palestra” sobre o tomate, vamos ao que interessa – o macarrão. Na ocasião, a Paula acrescentou ao molho um pouco de manjericão e mussarela de búfala. Como ficou DIVINO, eu quis fazer para o Hiran provar também.

Fui ao supermercado e, para minha surpresa, encontrei o tomate, mas não achei a mussarela. Desta feita, fomos de parmesão ralado mesmo. Para a massa, utilizei o penne tricolore grano duro da Petybon – que eu adoro.

O resultado? Ficou IN-CRÍ-VEL! Como só sei cozinhar para muita gente, fiz o pacote todo de 500g para 2 bandejas de tomate (cada uma com 300g) e sobrou bastante. Alguém quer uma marmitinha via sedex?

=)

Da próxima vez, vou utilizar menos massa para ficar mais suculento. Conversei com a Paula, e ela recomenda as seguintes medidas:

 

Porção para duas pessoas

1 bandeja de tomate sweet grape para cada pessoa (então aqui utilizar duas, ok?)

250 g de massa curta – de preferência grano duro.

 

Preparo

Lave os tomates e separe em metades. Uma parte deve ser cortada ao meio no sentido vertical. A outra deve ser mantida inteira. Depois, coloque todo o conteúdo em uma panela com azeite (porção generosa, tá?) e sal a gosto.

 

Metade cortado, metade inteiro

Deixe cozinhar e mexa aos poucos. Os tomates que estiverem cortados devem se desmanchar e formar o caldo do molho. Quando você sentir que a mistura está consistente, desligue. Lembre-se: este molho não fica ralo. Junte a combinação à massa já cozida e polvilhe com queijo. Depois é só correr pro abraço!

A foto do prato não ficou muito boa, mas talvez seja o suficiente para você salivar aí do outro lado.

 

 

Hmmmm...

 

PS: nossa chef (agora sim!) aprendeu esta receita em um curso de gastronomia na Itália. Morreu de inveja? A gente também!

 

Beijos,

veri.

 

Anúncios

6 comentários sobre “Macarrão ao molho de tomate sweet grape

    1. Veri querida,
      Adorei! Pelo jeito, ficou melhor do que o da chefinha rs….
      O blog é muito legal… Vida mais do que longa para o casal.
      Bjs com carinho, Paula

  1. nhammmmm!!! Que coisa linda de Deus!!!!
    Eu ja tinha feito molho com esse tomate, mas pra comer com arroz (!)
    Vou fazer essa semana (sem a mussarela de búfala, pq estou proibida de ir ao mercado essa semana $$$ ), mas depois te conto o resultado!

    Beijooooo

  2. Molho de tomate fica infinitamente melhor sem pele e sem sementes…
    É só passar na peneira pessoal, nem dói…
    Use óleo de girassol ou canola com uns 30% de azeite de oliva (BOM)…
    Frite uns quatro dentes de alho roxo esmagados e acrescente os tomates
    Deixe cozinhar até os tomates desmancharem, peneire tudo e volte pra panela
    acrescente os outros temperos como sal, alecrim, 1/2 pimenta malagueta e todos os outros … porém com leveza . Alguns quase imperceptíveis como o
    mangericão, etc.. m a r a v i l h a…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s